Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2019
0
Publicado em 04/02/19, às 09:14

Bate bola – Sergio Luiz

Varandão da saudade

Este é o time de Futsal da FEM – Fabrica de Estruturas Metálicas hexa campeão na década de 80. Pertence ao acervo do José Osmar na 60.

Em pé da esquerda para a direita: Zé Osmar (técnico), Elpídio, Dóia, Sidney. Renato, Robson e Amauri (roupeiro).  Agachados: Márcio, Jacob, Assis, Carlos Augusto, Zé Carlos e Murilo.

Subindo a ladeira

A campanha do Voltaço na Taça Guanabara deste ano já é melhor do que a de 2018. A vitória sobre o Americano, em Bacaxá, na quarta, 31, por 2 a 1, foi a segunda e agora o tricolor de aço está na terceira posição, com 7 pontos. Mas, para se classificar para as semifinais, o Volta Redonda tem que vencer a Portuguesa, hoje, 2, às 19 horas, no Raulino, por um placar superior a 11 gols e torcer para que o Fluminense perca para o Vasco. Coisa que dificilmente vai ocorrer, né? 

Mas, pelo que mostrou, o Volta Redonda pode ir mais longe na disputa da Taça Rio, mesmo que os grandes estejam em melhores condições físicas e técnicas. É que Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo estarão disputando duas competições ao mesmo tempo, tais como Taça Libertadores, Copa do Brasil e Sul Americana. Se priorizarem esses torneios, poderão facilitar a vida dos chamados pequenos.

Pelo sim, pelo não, o Volta Redonda mostra que pode dar alegrias ao seu torcedor. Diferente de 2018, quando fez uma campanha ridícula. O momento, portanto, é favorável e o time merece o apoio da torcida na partida deste sábado, 2, às 19 horas, no Raulino. Tenho dito!

História

Essa é do buco-maxilo, Walter Mariano. Conta que Luiz Vaca era um jogador do time de aspirantes do Novo Mundo, da Sessenta. Nas horas vagas, gostava de vender umas muambas. Certa vez, Luiz Vaca recebeu um convite para jogar em Cascavel, no Paraná. Aproveitou para comprar suas bugigangas do lado paraguaio. Na volta, o ônibus em que viajava sofreu um grave acidente com vários mortos. Vítimas espalhadas pelo chão começaram a ser ensacadas nas lonas pretas pelos bombeiros, para então serem levadas pelo rabecão. De repente, um dos sacos começou a se mexer e um barulho de “cof.”, “cof”. Foi aí então que os socorristas resolveram abrir o zíper do saco e quem estava lá, tossindo, não era outro senão nosso craque, o Luiz Vaca. Salvo literalmente pelo gogó e não pelo gongo. E não perdeu a viagem e foi para o jogo. É mole?

Seleção do Rádio

Você, torcedor, pode acompanhar os seus jogos e, principalmente, os do Voltaço pela internet, acessando os sites: www.equipesecaodoradio.com. br/radio web ou Rádio do Comércio Web. Ou ainda pelos aplicativos “radiosnet” ou “tunin”. Estamos todos lá com a turma da extinta Rádio do Comercio –AM.

Taça Rio

O Voltaço estreia na Taça Rio no dia 23 ou 24 de fevereiro, jogando contra o Resende, no Estádio do Trabalhador. Na véspera do Carnaval, 2 ou 3 de março, pega o Botafogo, no Raulino. Na 3ª rodada, dia 9 ou 10, o tricolor de aço recebe o Bangu. No dia 16 ou 17, pega o Flamengo no Maracanã. E encerra sua participação no dia 20 ou 21, enfrentando a Cabofriense, em Macaé. 

Negociação

Alguns dos jogadores do Sub20, que brilharam na Copinha, já estão sendo negociados. Caio Vitor é um deles e deverá se apresentar na segunda, 4, no Fluminense. Vai por empréstimo. A diretoria diz que o garoto, jogando em um time grande, terá maior visibilidade para uma futura transferência, o que renderia uma boa grana para o clube. Não sou contra, porém, acho que tudo deve ser feito com transparência.

Riquelme

Conforme a coluna adiantou, Riquelme, lateral do Sub20 do Vasco, é de Barra Mansa e está de malas prontas para seguir para o Real Madri ou ainda para o Paris Saint Germain. Riquelme tem 17 anos e assinou um contrato com a empresa de Neymar, que está cuidando da negociação. Boaaaa!

Apelido

A comissão técnica e a diretoria do Voltaço precisam rever como devem ser chamados, oficialmente, alguns jogadores das divisões de base. É inadmissível apelidos como ‘Bodão’, ‘M.T’, ‘Dedão’ ou ‘3d’. Só servem de chacota para a imprensa da capital e queimam a imagem dos garotos. Isso é coisa de amador. Faz lembrar um time de aspirantes na minha Além Paraíba na década de 60, cuja escalação era: Pressão, Chicão e Brandão; Fuca, Diogo e Come Telha; Tatu, Du, Cangurú, Bi e Fuínha. Pô, ajuda aí, né!

Bola fora

Para o excessivo número de cartões que o time do Voltaço vem recebendo na Taça Guanabara. Muitas faltas desnecessárias. Pior: cada três amarelos equivalem a um vermelho, e isso é um critério de desempate. O goleiro Douglas vem fazendo um grande campeonato, mas já tomou dois cartões de graça. Menos, moçada, menos!

Bola dentro

Para a boa campanha que o tricolor de aço vem realizando na Taça Guanabara. Com um pouco mais de seriedade de alguns jogadores fora de campo, o time pode pensar em coisas melhores. Tá valendo! 

 

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.