Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quarta-Feira, 25 de Abril de 2018
0
Publicado em 26/03/18, às 08:43

‘Barbeiros’

2018-03-23-PHOTO-00000500

Você, como o famoso ‘Gerson’, ex-jogador da seleção brasileira, que gostava de levar vantagem em tudo, que está sempre com mais pressa que todo mundo, e adora passar no sinal vermelho. Você, que por só demorar “um minutinho”, pára na vaga de deficiente, idosos ou na porta da garagem do vizinho. Ou então você, que estaciona em cima da calçada para ir ‘tomar umas e outras no barzinho da Colina. A verdade é que você DIRIGE MAL, é um ‘barbeiro’ dos mais folgados. E que fique ciente desde já: você não é esperto nada.   

 

Nós apostamos, por exemplo, que você é um dos 3.184 espertos que foram multados pela Guarda Municipal de Volta Redonda de janeiro até o dia 14 de março último. Os números foram fornecidos pela GM a pedido do aQui, que vem mostrando a falta de educação dos maus motoristas – aqueles que provavelmente reclamam da corrupção dos políticos, mas param em vaga proibida e não respeitam nem a faixa de pedestres. Em uma delas o aQui publicou uma série de fotos com flagrantes de estacionamento proibido, cometidos por motoristas em diversos pontos da cidade do aço.   

 

Quem costuma fazer isso deve colocar as barbas de molho: o desrespeito ao estacionamento rotativo, com 2.074 autuações, o estacionamento irregular, que gerou 385 multas, e o estacionamento sobre calçadas, com 249 infrações, lideram o ranking das irregularidades mais cometidas pelos péssimos motoristas de Volta Redonda. Seguem ainda dirigir enquanto fala ao celular (248 multas) e dirigir sem usar o cinto de segurança com 228 multas cometidas.   

‘Só um segundinho’

Há casos em que o estacionamento irregular gera muito mais que incômodos. A falta de noção de alguns motoristas, por exemplo, ajuda a criar engarrafamentos monstruosos na cidade. Um dos locais onde acontece isso é o trecho inicial na Rua 41, na Vila, próximo às ruas 18-A e 18-B. O abuso é tão grande que neste trecho os motoristas estacionam onde seria a faixa de rolamento, e embaixo de uma placa de “proibido parar ou estacionar”. Como resultado, o que era para ser duas pistas vira uma, e no horário de rush o engarrafamento provocado pelos “folgados” que param no local proibido chega até ao viaduto próximo da ETE Gil Portugal Filho, muitas vezes se estendendo até a Avenida dos Trabalhadores.

 

Alertado pelo aQui, o comando da GM disse que vai atuar mais ostensivamente no local. O ideal seria não precisar fazer isso, se todos tivessem consciência do que é certo e errado, pelo menos em relação ao trânsito. Infelizmente, não é o caso.     

Sinal vermelho é pra parar

Outro comportamento errado no trânsito que causa reflexos para muita gente – além de poder causar acidentes fatais – é ultrapassar o sinal vermelho. E parece que a prática virou moda: basta parar por dez minutos em qualquer cruzamento da cidade para flagrar diversos casos de desrespeito.

 

Mais uma vez, quem insiste na prática arriscada e mal educada deve pensar duas vezes. Entre janeiro deste ano e a quarta passada, 14, a GM informou que foram registradas 81 autuações por avanço de sinal, além de outras 68 autuações por parar na faixa de pedestres.

 

Esta última infração, também bastante comum, além de atrapalhar os pedestres a atravessar as vias em segurança, carrega outras irregularidades consigo: geralmente, quem parou em cima da faixa de pedestres no cruzamento é porque avançou o sinal amarelo – que indica ao motorista para reduzir a velocidade, e não acelerar – mas não conseguiu evitar o sinal vermelho. Muitas das vezes, esse veículo acaba ainda fechando os cruzamentos, e o engarrafamento está armado. Ou seja, a falta de educação de alguns acaba prejudicando todo mundo. 

Dedo duro

A GM afirmou ainda que costuma manter viaturas e motos em pontos críticos nos horários de pico, por cerca de 30 ou 40 minutos, diariamente. Ainda assim, a corporação informou que irá aumentar o tempo de permanência nos locais informados pela reportagem do aQui. Outra providência é passar todos os dias, na parte da manhã e à tarde, nos pontos de paradas rápidas – o de 10 minutos, com pisca alerta ligado, criado para facilitar a vida dos motoristas nas áreas centrais da cidade. “Muita gente pára o dia todo e só vai descobrir que foi multado quando receber a multa pelos Correios” diz a GM. “O tempo máximo de parada é de 10 minutos”, frisa.  

 

Sobre o estacionamento irregular na Rua 41, a GM afirmou que vai se reunir o mais rápido possível com a secretaria de Trânsito e Mobilidade Urbana (SMTU), para estudar uma melhor sinalização e dar maior fluidez ao local, além de fazer campanhas de conscientização dos motoristas.

A GMVR pede ainda que a população denuncie as irregularidades, pela Central de Atendimento Único (CAU), no Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública) – nos telefones 190 ou 153 – ou ainda pelo whatsapp da prefeitura de Volta Redonda – 99963-0090.

‘Guarda Cidadã’

A Guarda Municipal de Volta Redonda começou ontem, sexta, 23, a desenvolver o projeto “Guarda Cidadã”, que tem o objetivo – nada fácil – de aproximar os agentes da população dos bairros da cidade do aço. O comandante da GM, Paulo Henrique Dalboni, comandou a primeira incursão pela Rua Cuba, na Vila Americana, onde conversou e recebeu algumas reivindicações, que ele prometeu tentar resolver.

“Queremos aproximar a população dos guardas municipais para deixar o nosso trabalho ainda mais eficiente. Vamos receber todas as demandas relacionadas ao trânsito. É bom conhecer na ponta os anseios da população de cada bairro”, justificou.

Na segunda, 26, os GMs estarão em Três Poços, no ginásio Heth Luztosa Bastos. Na quarta, 28, no Conforto – em local ainda a ser definido. “Vamos percorrer todos os bairros”, promete Dalboni, que assim como seu antecessor, o polêmico PM Luiz Henrique, não é bem visto por onde anda.

Novas viaturas
Para melhorar a imagem da corporação, Dalboni vai divulgar que em abril a GM vai receber 10 novas viaturas – um investimento de R$ 800 mil para a compra do modelo Renault Duster Oroch (que chique). Detalhe: os veículos foram adquiridos no Espírito Santo, revela uma fonte do aQui, via pregão eletrônico. Embora pareça estranho, muito estranho, pegar carona em pregão de outros estados seria legal, garante uma fonte do Palácio 17 de Julho.      

Para o prefeito Samuca Silva, a GM está passando por uma transformação. “Estamos tornando a guarda ainda mais humanizada, aproximando da população e conhecendo as demandas de cada comunidade. A atual gestão deu status de secretaria à Guarda; realizamos um processo seletivo para a instituição, e estamos estudando o impacto financeiro para a implementação do PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários) da categoria”, pontuou.  

 

 

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.