Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quinta-Feira, 17 de Janeiro de 2019
0
Publicado em 07/01/19, às 08:42

Balanço positivo

O Centro Municipal de Reabilitação Física Tuffi Rafful (Cemurf) fechou o ano de 2018 com a marca de 21.587 pacientes atendidos. O número comprova o crescimento do serviço prestado à população em relação ao ano passado, que computou 16 mil atendimentos. Os quase seis mil pacientes assistidos a mais foram frutos  de investimentos do governo Samuca na descentralização do serviço.

 

Em abril de 2018, por exemplo, foi implantada a Unidade Descentralizada de Fisioterapia João Gonzaga, na Água Limpa, e, ainda no ano passado, o atendimento de fisioterapia foi ampliado para oito unidades da Atenção Básica da secretaria de Saúde: no Conforto, Eucaliptal, Volta Grande, Siderlândia, duas no Retiro, Dom Bosco e Jardim Belvedere.

 

A avaliação continua centralizada no Centro de Reabilitação Física de Volta Redonda e os pacientes são encaminhados por médicos especialistas que atuam na Policlínica da Cidadania – ortopedistas, neurologistas, urologistas ou cardiologistas –, ou pelo Hospital São João Batista, para recuperação pós-operatória.

 

O horário de atendimento no Cemurf é das 7 às 12 horas e das 13 às 18 horas, mas para agendamento da avaliação, o paciente pode procurar o centro das 8 às 12 horas e das 13 às 16 horas. O Centro de Reabilitação Física fun-ciona no Estádio Raulino de Oliveira.   

 

O Cemurf atende aos pacientes com problemas agudos, que têm prioridade, normalmente pós-operatório, e distúrbios crônicos como dores na coluna, desordem das mãos, disfunção orofacial e outros. “Entre as principais demandas estão pacientes com traumato ortopedia, problemas neurológicos, urológicos, respiratórios ou cardíacos, além de fisioterapia preventiva”, acrescentou o coordenador do Cemurf, Vladimir Lopes de Souza.

 

Além do RPG (Reeducação Postural Global), que tem como finalidade corrigir problemas de postura através de técnicas específicas de alongamento do tecido muscular, e do pilates –método de condicionamento físico com exercícios de alongamento que aparentemente são suaves, mas que exigem força e elasticidade – , o Cemurf ainda conta com outros serviços especializados.

 

O centro oferece acupuntura; a “Escola de Coluna”, um atendimento em grupo; osteopatia, terapia manual; e sala de espera, com orientação para o auto cuidado. Para execução de todos os serviços, que incluem os atendimentos nas áreas traumatoortopédica, neurofuncional, uroginecológica, respiratória, reunatológica e cardio-vascular, a Rede Municipal de Fisioterapia conta com 71 profis-sionais da área.

 

O coordenador Vladimir Lopes afirmou que esses profissionais também atendem mastectomizadas na Policlínica da Mulher. “A ideia é levar para a policlínica os serviços uroginecológicos e a fisioterapia para gestantes”, disse, lembrando que o município mantém convênio com a Apadefi (Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Físicos) para atendimentos de neurologia e hidroterapia. 

 

De acordo com o secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, o serviço de fisioterapia merece atenção especial do governo Samuca Silva. “Tivemos total apoio para a implantação do serviço de RPG e pilates. E ainda investimos no atendimento descentralizado”, afirmou. Já o prefeito Samuca destacou a importância das unidades descentralizadas no município. “Estamos trabalhando para levar os nossos serviços para os bairros para dar maior conforto aos moradores. A unidade descentralizada do Água Limpa foi a primeira e há um planejamento para implantação de unidades similares em outros dois bairros. Também vamos ampliar as unidades da Atenção Básica com serviço de fisioterapia. O objetivo é evitar que os pacientes precisem se deslocarem até o Cemurf para receber o tratamento”, reforça Samuca.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.