Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018
0
Publicado em 08/01/18, às 09:48

Ano de luta!

2017-12-26-PHOTO-00000021

Vinícius de Oliveira

O ano de 2017 não foi dos mais fáceis para ninguém. Muito pelo contrário. Foi marcado por conflitos de ideias, tensões, intolerância, radicalismo e crises, principalmente no meio político. Não deve deixar saudade para muitas pessoas. E os que esperam menos divergências em 2018 podem se frustrar. Segundo as previsões feitas a partir do jogo de búzios do babalorixá voltarredondense Thiago de Sabá, a tendência é que os ânimos se acirrem ainda mais. Esquerda e direita, afirma, devem se digladiar vorazmente, até porque, no ano que vem, teremos uma das eleições presidenciais mais disputadas da história do Brasil desde sua redemocratização. E o resultado deve marcar a vitória dos conservadores ou progressistas.

 

Ao abrir o jogo de búzios a pedido do aQui, o babalorixá Thiago explicou que o conservadorismo avançou muito em 2017 devido à regência de Oxaguiã, senhor dos contrastes, poderoso estrategista e astucioso. “(2017) Foi regido por xangô até a metade do ano. A partir do meio do ano quem tomou a frente foi Oxaguiã, que causou um levante da direita. Ele rege muito esses conceitos mais conservadores”, explicou, afirmando que os embates devem continuar graças à atuação de dois orixás ‘porretas’ que devem assumir o lugar de Oxanguiã na regência, em 2018. “Ano que vem vai ser regido por Exu e Iansã Oyá”, sentenciou.

 

Conforme explicou Thiago, Exu é o início e o fim, e vem para encerrar uma série de ciclos e dar início a outros. “(Exu) Inicia nova fase e fala justamente do poder da direita, ascensão dos seus valores. Ele vai reger a política nacional e internacional nesse sentido. O ano de 2018 vai ser de grandes conflitos, embates onde vamos ver opostos batendo de frente o tempo todo. Ano de luta e muita batalha”, prevê.

 

Assim como Exu, Oyá é, de acordo com Thiago, uma orixá literalmente intempestiva. Não à toa é considerada a rainha das tempestades e das ventanias. E é justamente essa entidade que revelou para Thiago a iminência de desastres naturais. “O ano vai ser de verão e inverno extremos, tempestades e possíveis enchentes. Veremos alguns desastres. Mas, felizmente, não vejo desastres naturais fortes para a nossa região. A não ser aqueles problemas corriqueiros trazidos pelas chuvas”, previu, aliviado.

 

Thiago contou ainda que Oyá lhe mostra a ascensão de um morador da região. “O nome de alguém vai ser muito falado na mídia em uma proporção maior. Em rede nacional. Vai surgir uma estrela no Sul Fluminense”, disse, sem, revelar o nome do sortudo. Ou da sortuda.

 

Também a pedido do aQui, Thiago tentou fazer previsões sobre a vida de alguns políticos conhecidos da região. Mas, conforme explicou o baba-lorixá, não é fácil, em pouco tempo, abrir um jogo com tantos nomes específicos. Contudo, conseguiu ver o futuro de algumas pessoas importantes, como o ex-prefeito Neto. Vale adiantar que a notícia não é boa para ele, mas sim para seus adversários. “Sobre o Neto, Exu é bem claro: encerra-se um ciclo e inicia-se um novo. A tendência é que sua influência (na região) diminua”, alertou.

 

Para o governador Luiz Fernando Pezão, Thiago disse que os orixás preveem uma possível prisão por conta da Operação Lava Jato. “Exu fala de dificuldades para ele até para se manter em liberdade. Levando em consideração a Lava Jato, Exu diz que será concluída uma série de investigações. Exu vem finalizando esses escândalos que se arrastam há um tempo. Ele bate o martelo para algumas personalidades já recorrentes da operação”, afirmou.

 

Finalizando as previsões regionais, Thiago disse que não consegue ver nada sobre a CSN, mas apontou um futuro alarmante para a Rodovia do Contorno. “Vai ser mais um desses projetos desmascarados. Não vai ter funcionalidade. Vai ter problemas e não vai demorar muito para aparecerem. Em pouco tempo vai ter problemas ali”, enfatizou.

 

Em âmbito nacional, Thiago destacou o embate entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o deputado federal Jair Bolsonaro. “Quanto às eleições presidenciais, eu particularmente me preocupo muito. Exu fala de uma grande possibilidade desse ‘general de direita conseguir ganhar’. O nome dele está sendo muito falado. Como disse anteriormente, Oxaguiã trouxe o retorno desses valores mais retrógrados. Mas existe, sim, uma grande possibilidade dele (Bolsonaro) ganhar. Exu fala de um susto”, previu.

 

Sobre Lula, Thiago disse que o petista deve escapar das garras do Juiz Sérgio Moro e do peso da operação Lava Jato. “Segundo o Exu, a Lava Jato toma outros rumos com relação a Lula. Eles não vão conseguir pegá-lo no que estão tentando e há possibilidade, sim, dele vir candidato esse ano. Tem uma voz muito grande. Exu dá um brado de Xangó, um trovão falando o nome dele”, avisou, salientando que o vencedor deve aparecer ainda no primeiro turno.  “Exu dá sinais de que essas eleições se resolvem no primeiro turno”.

 

Além da polarização acirrada entre esquerda e direita, segundo Thiago, Exu vê violência e aumento da ilegalidade. “Ele fala de violência, mas não só sobre isso. Fala do aumento de atos ilícitos e crise em geral. Fala de muita gente passando necessidade, recorrendo ao que é ilegal. Mas isso é esperado em tempos de crises, afinal o povo tem que comer”, disse, fazendo um alerta aos voltarredondenses. “Na região, Volta Redonda terá aumento dessas questões, ao contrário de Barra Mansa, pois vejo uma comoção maior do Poder Público no início do ano nesse sentido”.

 

Thiago completou avisando que viu no jogo a iminência de uma guerra internacional. “Exu vem dizendo que esse ano é um ano de grandes conflitos até porque para se chegar a importantes soluções se faz necessário um conflito. Internacionalmente Exu fala de uma grande guerra que pode influenciar aqui (na América do Sul). E avisa que vai ter um aumento do que se chama no kardecismo de desencarnação coletiva, ou seja, tragédias. Muitas pessoas vão morrer. Provavelmente em um acidente de avião. Esse tipo de tragédia será muito recorrente nos noticiários ano que vem” previu.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.