Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Quarta-Feira, 15 de Agosto de 2018
0
Publicado em 06/08/18, às 09:32

‘Alma da crise’

baltazar_cor1

O nome do ex-prefeito e ex-deputado federal Paulo Baltazar foi aprovado em convenção do PDT realizada ontem, sexta, 3, como candidato a deputado estadual pela legenda. Em seu discurso, Baltazar defendeu mudanças na política e bateu na tecla de que a ‘alma da crise’ do Rio de Janeiro seria moral e ética. “A primeira reconstrução é na confiança, na credibilidade da imagem política. Esse momento que vivemos é ao mesmo tempo grave e rico. Digo isso porque é uma oportunidade que temos para participar e não se abster do pleito. É um momento de ter esperança, apesar de ser sofrido”, destacou.

Para Baltazar, que vive perseguido pelo fantasma da ‘máfia das ambulâncias’, em situações como essa (de crise), a experiência vale muito. “Quando sobram recursos é fácil, qualquer um consegue administrar, mas no momento de crise e dificuldade é preciso ter auxílio de pessoas com experiência para poder vencer obstáculos muito grandes”, justificou, aproveitando para relembrar que ao comandar o Palácio 17 de Julho, a cidade vivia o momento da privatização da CSN e, pior, uma crise sem tamanho com a administração Wanildo de Carvalho. “Demos a volta por cima e mudamos a cara e o coração de Volta Redonda. Fui o prefeito da reconstrução, juntamente com a participação popular, e quero levar essa experiência para o estado do Rio, para a Alerj”, disse, indo além. Lembrou que Volta Redonda tinha um grupo de extermínio que foi extinto em seu governo.

Na Alerj, pelo discurso que adotou, Baltazar diz que vai lutar pela reconstrução do Estado, em especial, do Sul Fluminense. “A recuperação econômica e financeira do Rio de Janeiro passa pela nossa região, que é a mais promissora. Assim vamos alavancar impostos e empregos”, avaliou. Pena que não tenha abordado, especificamente, a situação política atual de Volta Redonda, dividida claramente entre os grupos do ex-prefeito Neto e do prefeito Samuca Silva.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.