Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 16 de Julho de 2019
0
Publicado em 17/06/19, às 09:02

Abrindo a torneira

O prefeito Samuca Silva está disposto a inovar: quer que o Saae de Volta Redonda conceda desconto a moradores por conta da falta de água em suas residências, a fim de compensar prejuízos causados pelo desabastecimento. O processo já está sendo articulado entre o Palácio 17 de Julho e a direção do Saae-VR, mas para que seja adotado terá que ter autorização do conselho da autarquia e ainda da Câmara de Vereadores.

 

A ideia surgiu, segundo o aQui apurou, após os problemas que ocorreram na região do Belvedere, que ficou sem água por vários dias quando a rede de abastecimento foi atingida por máquinas de uma empresa particular. “Os moradores não tiveram culpa de ficar sem água; o Saae também não, afinal a rede foi atingida. Assim, nada mais justo que o Saae dê um desconto aos moradores que ficaram sem água. E que isso passe a ser uma regra a partir de agora. Os prejuízos (provocados pelas máquinas) serão ressarcidos ao Saae, mas os moradores também têm que ter algum desconto”, teria dito Samuca, segundo uma fonte, durante recente reunião com José Geraldo, o Zeca, presidente do Saae.

 

A fonte vai além. Lembra que a falta de água na região do Belvedere foi provocada quando a rede do Saae foi atingida por uma máquina de uma empresa que tocava uma obra particular, a de terraplanagem do grupo CP. Detalhe: a empresa responsável pela obra foi multada pelo Poder Público em quase R$ 200 mil. “O Saae não pode ser prejudicado financeiramente, por isso nesses casos (de empresas privadas romperem a rede) nós vamos multar e queremos dar um desconto, ainda a ser calculado, a quem ficar sem água. O Saae foi sucateado durante anos, era a autarquia que tinha que fazer festinha pra lá e para cá. Por isso (o desconto) não vai prejudicar a saúde financeira do Saae”, completou a fonte, ligada à autarquia.

 

A ideia, segundo a fonte, foi discutida entre Samuca e Zeca, e os dois teriam decidido encaminhá-la para análise dos setores jurídicos tanto da prefeitura quanto do Saae. Pelo prefeito, a ideia é adotar o modelo adotado por outros segmentos, como o de telefonia, de internet e energia elétrica, que dão descontos, até automáticos, como nos casos de falta de luz.

 

Ontem, sexta, 14, a reportagem do aQui entrou em contato com Samuca buscando mais detalhes sobre a proposta. O chefe do Executivo, entretanto, limitou-se a dizer que a proposta está em fase de estudos. “Estamos do lado do povo. Se essa proposta passar pelo nosso jurídico amenizará a situação e exigirá do Saae eficiência nos seus processos”, disse Samuca.

Zeca, presidente do Saae-VR, também foi procurado e limitou-se a confirmar a intenção de oferecer descontos aos moradores quando faltar água em casos como o Jardim Belvedere. “Quando a falta de água for por um longo período, como no Belvedere, e motivado por terceiros, poderemos dar um desconto correspondente aos dias sem água” , disse, negando-se a confirmar o percentual de desconto. “Cada caso será um caso”, disparou.   

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.