Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
0
Publicado em 19/02/18, às 10:13

Bate bola – Sergio Luiz

Olha aí que relíquia: é a foto do time do SM – Serviço Médico da CSN, em 1952, que pertence ao acervo da Tânia Resende.

Screenshot_3

Em pé da esquerda para a direita: ( NI ), Paulinho Laboratório, Luiz Protético, Dr. Eros, (NI),  Dr. Clímaco e Silvestre. Agachados: Peixoto, Amaury, Peixoto, Dr.Garcia, (NI) e Ratinho.

Erro de planejamento

Ao contrário do critério adotado pelos dirigentes do Voltaço, que optaram por economizar nas contratações para o Carioca de 2018 para, teoricamente investir na série C do Brasileirão, o Boavista montou um time para ficar entre os cinco primeiros colocados. Provou que foi ousado e mais inteligente.

 

De cara, o time de Bacaxá (Saquarema) deu oportunidade aos garotos da base, contratando alguns jogadores mais experientes e estes deram equilíbrio ao time. Tanto é que vai disputar a final da Taça Guanabara contra o Flamengo, amanhã, domingo, 18, no Espírito Santo. É isso mesmo, a final será em Cariacica, bem longe das praias da Região dos Lagos e muito mais distante da cidade maravilhosa.

 

Enquanto isso, pelas bandas da cidade do aço, o Voltaço amarga um feito inédito, o de terminar o primeiro turno em último lugar no seu grupo, e em penúltimo no geral. Já corre o risco de ser rebaixado para a segundona. O fiasco já fez até duas baixas: o lateral Michel Behami e o atacante Fabinho Alves. Foram tarde, diriam alguns.

 

Ora, se as contratações são feitas baseadas pelos dirigentes em rigoroso critério, alguma coisa está errada. Se fosse assim, Luan, João Cleriston e David Batista não teriam saído. O pior é que outros poderão deixar o clube, por deficiência técnica. Tem jogador que ainda não correspondeu e outros que não se adaptaram ao esquema de trabalho do técnico Felipe Surian.

 

A diretoria do tricolor de aço, que optou por um time fraco, agora diz que corre atrás de reforços. Esquece que a essa altura do campeonato quem for bom de verdade já está empregado, o que torna a missão de reforçar o Voltaço quase impossível. Pior. A estreia na Taça Rio será na próxima segunda, 19, contra a Portuguesa, no Raulino de Oliveira. Tomara que o velho ditado de que ‘tudo que começa errado termina errado’ não prevaleça em Volta Redonda. Tenho dito!

Adversários

Anote os jogos do Voltaço pela Taça Rio: dia 19, segunda, às 19h30min, contra a Portuguesa, no Raulino; dia 26, segunda, às 15h45min, contra o Madureira, em Conselheiro Galvão; dia 4 de março, contra o Fluminense, em local a ser definido; dia 7 contra o Macaé, no Moacirzão; dia 10, joga em casa contra o Botafogo; fecha sua participação no dia 18, contra o Boavista, no Raulino.

 

Gol qualificado

Uma das novidades no regulamento da série C do Brasileirão é o fim do gol qualificado. Ou seja, não haverá mais a regra dos gols marcados dentro ou fora de casa na fase do mata-mata. Outra é que o Conselho técnico da CBF vai exigir que os clubes anunciem a escalação das suas equipes com antecedência. Motivo: saber se existe alguma pendência, evitando que o atleta seja escalado irregularmente.

 

Série C

O Voltaço estreia no Brasileirão, no dia 14 ou 15 de abril, jogando fora de casa contra o Operário, do Paraná. O tricolor de aço fará quatro jogos em casa: contra Cuiabá (MT), Ypiranga (RS), Bragantino (SP) e Tupi (MG). Jogará fora contra o Botafogo (SP), Luverdense (MT), Tombense e Joinville (SC).

 

História

Na década de 80, um garoto do Voltaço fez exames médicos e teve que fazer um tratamento, tendo que “tomar (remédio) de 6/6 horas”. Sem pestanejar, às 6 horas, ele tomou os comprimidos. No dia seguinte, acordou com uma tremenda caganeira. Ele não conversou! Correu ao departamento médico e contou para o médico, que lhe perguntou: “Você tomou o remédio direitinho?” O futuro craque respondeu: “Sim, conforme estava escrito: Tomar 6 comprimidos às 6 horas”. O médico quase caiu da cadeira: “Rapaz, era para você tomar um comprimido de 6 em 6 horas e não 6 comprimidos às 6 horas”. É mole?

 

Leão

É triste ver o estado de abandono do Estádio da Colônia Santo Antônio. Falta pouco para virar uma floresta, pois o mato já tomou conta de tudo. Enquanto muitos clubes sonham em ter um estádio, a toca do Leão vai se deteriorando. Pior é que ninguém toma providências. Tão se lixando…

 

Bola dentro

Para os 42 anos de fundação do Voltaço, completados no dia 9 de fevereiro. Ao longo destes anos, o clube fez história, que merece ser lembrada a cada dia, nunca esquecida. Parabéns à torcida. Valeu! 

 

Bola fora

Para a diretoria do Voltaço, que deixou passar em branco o 42º aniversário de fundação do Volta Redonda Futebol Clube. Nem uma ‘oração’ fizeram. Tão se lixando…

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.