Jornal Aqui - Volta Redonda - Barra Mansa

Terça-Feira, 17 de Julho de 2018
0
Publicado em 26/03/18, às 09:57

‘3% já ajuda’

O Fundo para Infância e Adolescência de Volta Redonda (Finad) lançou uma campanha para arrecadar recursos através do percentual do Imposto de Renda (IR) das pessoas físicas. Quem quiser contribuir para projetos voltados à defesa da criança e do adolescente da cidade do aço pode doar até 3% do imposto que é pago à Receita Federal. Os recursos financeiros serão controlados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). “Os recursos são destinados para financiar projetos das Organizações da Sociedade Civil, devidamente registradas no CMDCA, através de Editais de chamamento público. Os interessados em colaborar terão o valor doado deduzido do imposto. A doação gira em torno de 3% sobre o valor devido à Receita Federal”, destaca a coordenador do Finad Lúcia Caires.

A pessoa física que investir contribuirá com o desenvolvimento de projetos de defesa dos direitos de crianças e adolescentes com vulnerabilidade social, fortalecerá programas de acompanhamento e formação continuada de adolescentes. Os recursos são fiscalizados pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e as entidades que receberem os recursos precisam prestar contas da utilização do dinheiro.
O prefeito Samuca Silva destacou a importância da população em contribuir com esses projetos sociais que ajudam crianças e adolescentes. “Os recursos são distribuídos de acordo com os projetos apresentados pelas Organizações Sociais. Os valores arrecadados são para atender as políticas públicas voltadas às crianças e adolescentes em estado de vulnerabilidade social”, destacou.

Veja como doar:
Passo 1: A declaração deve ser “Por Deduções Legais“.
Passo 2: Após a declaração completamente preenchida, com todos os dados inseridos, vá na barra lateral de opções e, em Resumo de Declaração, clique em Doação Diretamente na Declaração – ECA.

Passo 3: Para cadastrar sua doação, selecione o Tipo de Fundo como MUNICIPAL. Depois escolha o Estado “RJ – Rio de Janeiro” e a cidade de “Volta Redonda“.

Passo 4: Digite o valor que você deseja doar, destacando que o próprio programa calcula qual é o valor máximo possível para doação do imposto a pagar/pago, que na declaração deste ano (2018), para o ano-base (2017) é limitada a 3%. E clique em OK para encerrar. Por isso é importante preencher toda a declaração antes, pois somente assim o programa conseguirá calcular quanto você pode doar, com base no quanto terá a pagar ou pago/retido na fonte.

Neste exemplo, o contribuinte tem restituição de imposto a receber, mesmo assim ele pode destinar para o Fundo da Criança. O que for destinado será acrescentado na sua restituição. Pode destinar imposto quem tem restituição a receber e também quem tem imposto a pagar.

Passo 5: Na barra lateral, ainda no Resumo da Declaração, clique em Cálculo do Imposto e veja que o valor da doação já entrou no campo Dedução de Incentivo.

Passo 6: A seguir, na barra lateral, entre na opção Imprimir e clique em Darf— Doações Diretamente na Declaração— ECA para gerar a Darf da sua doação (destacando que, mesmo doando parte do IR retido na fonte, precisa-se pagar a Darf e receber o valor de volta na restituição).

Passo 7: Darf: O sistema irá gerar um Darf (como no exemplo abaixo) — sob o código 3351 —, que é uma guia para pagamento até 30/04/2018 na rede bancária. Se você tiver imposto a pagar (e não tiver apenas retido na fonte) também terá outro DARF a gerar (do imposto restante) para gerar no menu Impressões. Dúvidas entre em contato pelo telefone (24) 3341-7034.

Os textos e as fotografias veiculadas nas páginas do aQui se encontram protegidos por direitos autorais, sendo vedada sua reprodução total ou parcial para finalidades comerciais, publicitárias ou qualquer outra, sem prévia e expressa autorização de Jornal Aqui Regional. Em hipótese alguma o usuário adquirirá quaisquer direitos sobre os mesmos. E no caso de utilização indevida, o usuário assumirá todas as responsabilidades de caráter civil e/ou criminal.